O mercado de design de interiores está em franca expansão. Ele ganhou um impulso com o "boom" imobiliário dos últimos anos e, cada vez mais, mostra sua importância na organização do uso do espaço interno — consegue aliar estética e noções técnicas que visam a melhor iluminação, funcionalidade, ergonomia e conforto térmico aos ambientes.

O designer de interiores tem a possibilidade de trabalhar para vários nichos, contudo, ainda enfrenta muitos desafios e precisa se atentar a alguns fatores para se destacar. Quer entender qual o panorama desse mercado e as novidades do setor? Confira este post que preparamos para você. Boa leitura!

Principais desafios da profissão

Concretizar um projeto que exprima a personalidade do cliente e consiga trazer beleza, conforto e praticidade para o dia a dia — assim é o trabalho do designer de interiores, profissional-chave para transformar um ambiente, seja residencial ou corporativo.

O dia a dia de quem trabalha nessa área não é nada fácil. Os projetos envolvem muitos detalhes e um olhar bastante aguçado para conseguir boas ideias. O profissional enfrenta também alguns desafios, que exigem jogo de cintura, persistência, agilidade e muita criatividade.

Veja a seguir!

Direcionar o cliente

O designer de interiores conhece as tendências e tem o conhecimento técnico para montar o projeto mais adequado para cada ambiente, certo? No entanto, é preciso equilibrar essas ideias com os gostos do cliente. Afinal, ele quer criar um espaço agradável, aconchegante, mas também personalizado.

O profissional precisa saber ouvir, porém deve direcionar os desejos do cliente, que, muitas vezes, podem influenciar negativamente no resultado final. E essa pode não ser uma tarefa fácil, por isso, é importante saber argumentar e mostrar que tal opção pode não ser a mais adequada para determinado espaço.

Encontrar fornecedores

Outro desafio é saber escolher bons fornecedores. O mercado conta com empresas de todo o tipo, dessa maneira, cabe ao profissional pesquisar bastante, ver as referências e, se possível, conhecer fábricas para fazer parcerias com aquelas que prezem pela qualidade e inovação nos processos de produção. Isso faz toda a diferença no trabalho final!

Trabalhar com prazos curtos

A rotina das pessoas é corrida e elas querem o serviço para ontem. E como fazer um projeto de qualidade na pressa? A primeira dica é ser sincero com o cliente e não prometer aquilo que não pode cumprir. Mas, para otimizar o trabalho, é possível contar novamente com bons fornecedores, que não vão deixar o designer na mão.

Estar sempre atualizado

Os clientes estão bem informados e têm acesso às novidades do mercado de design de interiores. Por isso, é imprescindível acompanhar as tendências. Isso é um desafio, pois novos materiais, tecnologias e soluções são lançados constantemente.

Dessa forma, o profissional precisa ter um olhar atento, acompanhando revistas e portais especializados e participando de eventos voltados para esse setor.

Como se destacar nesse ramo

O mercado de design de interiores oferece muitas oportunidades, porém a concorrência também é grande. Então, como se destacar e mostrar o seu talento? Apresentamos algumas sugestões, a seguir.

  • monte um catálogo de inspirações: seja em papel ou digital, guarde ideias inovadoras e diferenciadas. Isso ajuda na hora de propor soluções, usar materiais inusitados e, até mesmo, para ter novas ideias nos projetos;

  • conheça bem o público: é importante que você obtenha o maior número de informações sobre o seu público, como gostos pessoais, hábitos e comportamentos. Dessa maneira, é possível entregar um trabalho personalizado e que, certamente, vai agradar o seu cliente;

  • valorize o networking: o contato com outros designers, arquitetos, decoradores e lojas de decoração é muito importante para a troca de experiência e parcerias profissionais;

  • pratique a criatividade constantemente: isso envolve ser um observador atento da natureza, da cidade, das pessoas, de filmes e obras de arte. Apreciar o ambiente é uma fonte de inspiração para novas ideias. Que tal pensar em como um ambiente abandonado poderia ser remodelado? 

Novidades do mercado de design de interiores

Como dissemos, as tendências ditam esse mercado e aparecem em louças, pisos, revestimentos, tecnologias, móveis e acessórios. Acompanhe abaixo algumas novidades do setor!

Cores intensas estão liberadas

As paletas discretas deram lugar para a liberdade criativa e abuso das cores. O designer pode trabalhar contrastes e deixar os espaços mais alegres, propondo tonalidades mais marcantes.

A tendência de cores intensas pode aparecer no mobiliário, almofadas e, principalmente, tapetes — que se tornam o protagonista da decoração e podem propor uma experiência que une os sentidos da visão e tato.

Natureza para dentro de casa

Plantas, objetos inspirados no ambiente natural, cachepôs modernos, itens sustentáveis e até estampas de folhagens estão em alta na hora de fazer o planejamento do ambiente. A ideia é trazer uma sensação de bem-estar e qualidade de vida também para espaços internos.

Design industrial

Quem gosta de trabalhar com o design industrial pode ter boas ideias, porque o concreto aparente estará em vários itens e ambientes. É possível trazer charme aos espaços com revestimentos e fiação expostas. Para contrastar e trazer aconchego ao ambiente, a dica é abusar do conforto de sofás, almofadas e tapetes.

Metalizados

A ideia de um ambiente mais futurista e sofisticado vem com objetos e revestimentos metalizados. É possível brincar com as tonalidades, misturando o dourado, prata e rosê, por exemplo, que podem aparecer no acabamento e detalhes dos móveis.

Banheiro confortável

Esse cômodo começa a ser mais valorizado também quando o assunto é conforto. Além de toalhas e tapetes macios, a ideia é projetar um spa particular. Isso pode acontecer ao deixar esse espaço arejado, privilegiar a luz natural e escolher itens que tragam conforto, como uma banheira ou um chuveiro mais tecnológico.

O panorama do mercado de design de interiores é bastante promissor. As pessoas já entenderam a necessidade desse profissional para decorar um espaço e torná-lo mais adequado a toda a rotina da família. Os desafios para esse profissional são muitos, porém ser criativo, estar atualizado e fazer parcerias com fabricantes de qualidade fazem a diferença para quem quer se destacar.

E você, quais as suas estratégias para ganhar espaço nesse mercado? Uma dica é se programar para não perder os 10 eventos principais de arquitetura e decoração de 2018!